Um show curto, mas intenso caiu em um momento perfeito para fortificar a luta LGBT. “Se o amor é doença eu quero morrer hoje” foi uma das frases de Pabllo Vittar, emocionada ao cantar “Indestrutível” na noite da última quarta-feira.

Fotos por Rayana Garay

A estreia com grande show da cantora na capital reuniu uma multidão de fãs que também se identificam com a luta contra o preconceito. Afinal, Pabllo destacou ainda mais na internet, onde além dos hits, mostrou seu engajamento com a causa gay.

Fotos por Rayana Garay

Com o álbum “Vai Passar Mal”, que chegou às lojas e aos serviços de streaming no começo do ano, Pabllo Vittar tornou o feriado de 20 de setembro especial ao som dos hits como “Open Bar”, uma versão ainda mais animada de “Lean On”, do Major Lazer, e faixas como “Todo Dia”, “Corpo Sensual” cujo videoclipe já ultrapassou a marca de 40 milhões de visualizações no Youtube em pouco mais de um mês.

Share.

About Author

Arte em fragmentos sendo registrado pelo jornalismo independente. Reunião de ideias bagunçadas de estudantes de jornalismo.

Leave A Reply